sexta-feira, 20 de abril de 2012

1

O Ultimato - Eu sou a Caça | #03


Então Galerinha, lá Vai mais um capitulo da Serie O Ultimato, Leiam também, o Conto da ilustre Gabi Linus (Panico Psicótico) que é sensacional.... - CAP1 - CAP2 - CAP3 - CAP4 - CAP5 - CAP6

Então tá leiam isso, espero que gostem, em breve o Capitulo 4
Comentem, Digam o que acham, coloquem suas opiniões, aceito criticas também....
__________________________________________________

Acordei de manhã cedo, para ir ao colégio cansado por acordar no meio da noite, tudo estava em seus respectivos lugares como normalmente são, fui até o colégio, Passei a maior parte do tempo com o Breno, e contei a ele sobre o sonho.
- Cara, isso ás vezes é só um mero sonho, acontece... - disse ele tentando explicar
Neste dia tudo ocorria bem até a hora de voltar para casa.... Sai pelo portão do colégio e avistei 3 homens vestidos de preto, com uma roupa parecida com a do homem desconhecido do sonho, pude perceber que estavam me observando, meu pânico aumentara naquele momento, sai rapidamente com o Breno, mesmo assim eles ainda nos seguia a uma distancia considerável, passava muita coisa a minha mente naquele momento, mas queria apenas chegar em casa bem, então comecei a correr, o Breno não entendia nada mas corria também, meu medo aumentava cada vez mais, os homens tinham entrado no carro, e vinham em nossa direção então disse ao Breno:
- Cara Entra naquela rua, agente se vê na praça....
- E se eles te seguirem?
- Eu correrei o máximo que puder, e se acontecer busque ajuda!
Nos Dispersamos, por incrível que pareça eles realmente vieram atrás de mim,  Adentrei em dispara a uma avenida, havia vários carros, um engarrafamento horrível, uma multidão caminhava no lugar, pude ver que houve um acidente, a tensão aumentava, percebi que os homens estavam armados, minhas pernas já doíam de tanto correr, para minha sorte um carro de polícia passava a uns 100 metros de mim, não tive outra ideia a não ser esta, e que deu certo, os homens voltaram, e gritaram algo em uma língua estrangeira, mais parecia russo, então pude perceber que estava Salvo. Ao chegar próximo a viatura, percebi que era o Breno com seu pai, que era policial, então o perguntei:
- Como soube que eu iria vir por aqui?
- Acredita em Telepatia?
- Não, e você sabe disso?  
- Então, eu vi você vindo por aqui... Eu sabia que eles iriam atrás de você, liguei para meu pai, e corri pela outra rua que é mais perto...
- Hey cara, estou aqui eu morto de susto e você ainda vem com suas piadas...
- Relaxa ai, Vamos para casa, Você precisa recuperar a melanina de sua pele, está branco.... 
Voltei para casa, ainda assustado com o que aconteceu e curioso para saber quem era aqueles caras, resolvi não contar nada para minha mãe desta vez, ela poderia ficar estarrecida com aquilo e me ligaria no dia seguinte a cada 10 minutos.
Tentei esquecer aquilo que aconteceu, mas naquela noite tive mais um sonho....


" Era noite mais uma vez, eu estava em uma rua mal iluminada, ao lado da mesma garota de antes, andávamos apressados e eu perguntei a ela:
- Por que correr tão de pressa assim?
- Eles voltarão atrás de nós, e temos um lugar para ir....
- Onde temos que ir?
- Fique tranquilo que já já você vai descobrir....
- Deixa de mistérios Garota e me conte logo...
- Ha Ha, com você é só rindo, do que adianta você saber agora ou depois, se você morre daqui a pouco isso não vai importar, é só algo inútil e idiota... - disse ela num tom meio que agressivo
-  Mas eu preciso saber onde eu vou...
- Sim, mas eles não... Corra!
Neste momento dois homens armados corriam atrás da gente, percebi que sacaram suas pistolas, E falaram em algum tipo de radio:
- Eles estão indo em sua direção.. Pega eles!
Então inteligentemente, puxei minha acompanhante de sonhos pelo braço e corri pela outra rua, avistamos uma avenida a nossa frente, meu coração já estava na boca de tanto correr. A garota esticou o braço, e rapidamente parou um táxi, entramos feito loucos... o taxista nos Perguntou:
- Aonde os jovens desejam ir?
- Avenida Rosenberg, 1358 - Disse a Garota ainda frenética
- Avenida Rosenberg? Não é onde fica deposito abandonado onde mataram o Prefeito da cidade? - Perguntei, assustado.
- Sim, é para lá que vamos! "

Proximo Capitulo Lista Completa Capitulo Anterior Home

Um comentário:

  1. a história está boa, mas precisa de um ponto final aqui e outro ali. xD

    ~esperando o cap 4~


    e obrigada pela propaganda xD

    ResponderExcluir