quinta-feira, 17 de maio de 2012

4

Poemas [4] - Local Fúnebre e Moderno



As Folhas secas caem ao chão
o vento frio uivava do norte
a solidão era o sentimento que restava
um livro, uma poesia, uma canção, uma espada
ao ver do entardecer da insanidade
logo se retirou
e permaneceu em seu silêncio profundo
abandonando o fúnebre lugar

Jean Bispo

4 comentários:

  1. me lembrou a morro dos lobos uivantes :D gostei. deprimente

    ResponderExcluir
  2. haa, eu li este quando ainda estava em seu caderno Uu rsrsr show de bola brô

    ResponderExcluir
  3. Folhas secas
    Folhas mortas
    Quando, onde?
    Ao pé de mim?
    Não dão elas o recado
    Nas praças, junto às portas,
    Nos banquinhos dos jardins?
    Mesmo secas e caídas
    São poemas de estação
    E não deixam esquecidas
    Mesmo um pé de mamão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma poesia recebendo outra poesia, sinto-me honrado...

      Excluir