quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

2

Eterno ciclo




Quem dera, eu evitar dizer isto... "Estou de volta", sempre repito... Sempre volto, como seria prazeroso as coisas boas da vida dizerem isso sempre... Ás vezes não dizem.. Ou pior, nem avisam que se vão... Passei 6 meses sem postar, 6 meses de (com) problemas, diria que é o acaso, mas são apenas as consequências, não nem por tão pouco o mesmo... Na verdade, mal lembro quem eu era... Chorei bem menos que o de costume... Cresci... Mas não pergunte o mesmo á minha alma... Ela chorará somente em lhe perguntar... Casos fatídicos lhe ocorreram, deveria vir aqui desabafar o que me ocorreu, mesmo que fosse pelas metáforas loucas que escrevo, mas preferi deixar minha mente num vício desenvolvido há uns tempos... Vicio de pensar e raciocinar... Deveria escrever... Mas não achei o tão suficiente, mesmo minha mente funcionando a base de poemas e versos vazios... Novos amigos apareceram...Outros se foram... Perder amigos não faz o meu gosto, lamento pelos quais a distância e o tempo o fez terminar... Queria lamentar pelos quais somente pelo vazio se obteve respostas, mas minh'alma apenas chora por não ver mais e não saber o porque... Nisso me transformei... Em um errante de estradas... Minha alma visitou a morte, visitou a vida, visitou pessoas, visitou algo que seriam pessoas, viu o egoísmo e voltou, voltou porque também foi egoísta... E voltou a chorar... Sim retornar aos que foram fiéis ás tempestades foi uma boa opção e hoje estou aqui, na memória, numa poltrona segurando uma taça de vinho argentino, no meio da escuridão, vestido como sempre quis estar vestido, desenvolvendo seu melhor dom..
Pensar... Esperando a noite passar, e o dia chegar, para ver se o sol aparecerá novamente... E assim fazer o que deveria ser feito... Triste dia, onde o poeta deixou de ser poeta e o guerreiro deixou de batalhar... Sentir a espada na mão é ótimo, mas é chegada a hora de usa-lá... Aqui estou... Afiando-a para a única e ultima batalha...


Feliz ano novo... Espero eu...

2 comentários:

  1. Olá Jean, primeiro acesso aqui!
    Palavras profundas e, talvez, intimidadoras. Posso estar errado, mas pelo que entedi, é chegado o momento de dar novos passos e de sair de uma zona de conforto e agir por inteiro.

    Abraços,
    http://revolucaonerd.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa Victor, agradeço a visita.
      Ah claro, sempre é momento de dar passos novos...

      Abraços.

      Excluir