domingo, 19 de janeiro de 2014

3

Os outros - Cap. II




Cap. II
Livre como areia.


  Era fim de tarde, e o sol já ia se despedindo enquanto ele caminhava na praia de Piatã com sua prancha debaixo de um dos braços, não parecia, mas surfar era uma das coisas que ele mais gostava de fazer... "sentir a brisa do mar" ... E seguindo caminhando pela areia branca e fofa da praia, seu momento de relaxamento deu-se por terminado e ele voltou aos seus insanos pensamentos... Diminuiu um pouco os passos e começou a sentir os grãos de areia debaixo dos pés...
  -Será que alguém fora louco suficiente para contar os grãos de areia de uma praia? - sussurrou ele para si mesmo e continuou em seus pensamentos: 
  "Seres Humanos são tão incontáveis como os grãos de areia... Mas o ser humano é louco em suas próprias instâncias... Contam a si mesmos como se isso fosse fazer diferença em suas atitudes... Se ao menos metade dessa gente toda conseguisse imaginar o quão grande é o universo, talvez eles perceberiam que são tão menos insignificantes, quanto a esses inertes grão de areia...  Na verdade os grãos de areia são melhores que os humanos... Um dia eles foram rochas enormes, mas preferiram ser livres e irem onde o vento os levarem... Mas os seres humanos são mais duros que rocha... Nem se quer se deixam rolar, e acham que por si próprio vão sair do lugar... Pobres coitados... Queria eu ser um grão de areia... Ser Livre... Ir onde der telha...".

3 comentários:

  1. Nossa, gostei dos seus textos. Você detalha bem o ambiente e as ações do personagem e as mensagens filosóficas são do tipo que nos faz imaginar.

    terradefagulhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Hey, voltei aqui para agradecer por ter participado do debate lá no blog, adorei sua opinião! Volta lá e participa da enquete ^^

    Abraços,
    http://www.revolucaonerd.com/

    ResponderExcluir
  3. Uau. Estou impressionado com o texto. Esta é uma das minhas linhas de pensamentos, não creio que devemos ficar pensando em nós mesmo enquanto existe uma imensidão de outras coisas.

    ACESSO PERMITIDO: As singelas.
    http://acessopermitidoblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir